Fim de Maio

por Julio Caudo Velho


O espelho
Do meu quarto
Reflete algumas vezes
O teu retrato

E o meu sono
Meu cansaço
Se rende as tuas poses
E ao teu teatro

E os olhos
Acesos pela noite em claro
E os raios
Da chuva desse fim de maio maio…

Você não sabe, o quanto eu esperei
Você nao sabe, das vezes que eu cansei
Você não sabe
Das flores que eu plantei um dia
Das coisas que pensei um diai:
Você foi tudo que eu sonhei pra mim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *